Virei chefe. E agora? 4 dicas para não se dar mal

08 set 2014

É realmente desafiador quando acontece em um momento em que você não espera: diante do seu desenvolvimento e capacidade, você, da noite para o dia, é pego de surpresa dizendo: “Virei chefe. E agora?“. Para complicar um pouco mais, você é jovem e não possui tanta experiência de trabalho (menos de 10 anos) e nem tem experiência na área que assumiu. O que fazer?

Agora é a hora de utilizar a calma, sua capacidade de se auto motivar, de auto desenvolver sua capacidade e focar nas suas atividades futuras.

Veja algumas dicas abaixo dadas por Carlos Ghosn, CEO da Nissan-Renault:

Estabeleça a verdade: “Sua primeira atividade é estabelecer os vínculos de confiança com a sua equipe“. Conheça todos e diga que está ali para ter sucesso conjunto. Ouça as pessoas. Coloque-se no lugar delas para ter ideia de seus problemas, rotina e dificuldades no dia a dia. Isso aproximará você de seus colaboradores e ajudará a passar a ideia de que todos são um time único. O sucesso do chefe é o sucesso da equipe.

Quebre as barreiras: “Identifique as pessoas com capacidade para fazer o trabalho, independentemente da sua origem ou educação. Normalmente as melhores ideias vem das áreas operacionais…“. Trabalhando dessa forma você conseguirá mapear até onde seu time é capaz de chegar e até que nível você poderá cobrá-los a fim de tenham um rendimento excelente. Um bom líder sabe que um certo nível de pressão faz com que os colaboradores rendam o máximo possível, porém, deve-se ter cuidado: a linha entre a cobrança na medida certa e a pressão exagerada é muito tênue.

Mantenha a humildade e a confiança: Item muito difícil para alguns perfis de profissional. Uma vez no cargo, o poder (mesmo que pequeno) lhes sobe à cabeça e pronto: temos um chefe insuportável. Não mate a sua equipeSeja humilde, e seja humilde sinceramente. Uma vez mantida a humildade, mantenha também a confiança. Se os seus chefes confiam em você (afinal, eles o puseram em um cargo de chefia), porque você não confiaria em si mesmo? “Mostre aos empregados seu desejo em aprender coisas novas. Isso trará todos para perto de você.” diz Carlos, que finaliza: “você ficará surpreso com o número de pessoas que realmente querem te ajudar com um simples pedido.”.

Seja exigente consigo mesmo: Ponto para quem é tipo 6 no teste do eneagrama (leia mais em “Gestor bom é gestor treinado. Motive sua equipe do jeito certo.“). Carlos também diz que “Seus comandados terão mais desejo em segui-lo se você mostrar desejo em trabalhar duro, mergulhar nos problemas e estar aberto a novas ideias”. A motivação de todos é a sua motivação. Demande mais de si mesmo do que de seus colaboradores.

Ouça e comunique: “Líderes jovens geralmente acham que deveriam falar mais, quando, na realidade, eles deveriam ouvir mais.“. A comunicação é uma via de mão dupla. Se você for além de jovem, novo na função, prefira ouvir muito mais do que falar. Aprender é a lição do momento.

Entregue: A sua habilidade em ir além das expectativas é muito importante. “Mesmo que você seja perfeito nos elementos acima, se você falhar na entrega, todos os demais pontos serão anulados.” informa Carlos. Discipline a si mesmo para manter o foco na performance e evitar distrações para que as entregas sob a sua responsabilidade sejam feitas no prazo, com qualidade, dentro do escopo e com risco controlado.

Não há nenhum problema, portanto, em assumir um cargo de gestão se você é jovem ou tem pouca experiência na prática. Os desafios são grandes, uma vez que, certamente, você terá saído da sua zona de conforto. Porém, a sua capacidade de adaptação e a sua competência o colocaram neste cargo e, positivamente, o manterão nele.

Segure as rédeas da sua carreira e siga em frente.

Leia em: http://goo.gl/pnbprV

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Add Your Comment