Cores: para além da estética e da harmonização

27 nov 2014

A identificação e a utilização das cores nas mais diferentes plataformas (artes visuais, design, moda, decoração e etc) merecem especial atenção. A harmonia das cores nas coisas que observamos, sejam elas obras de arte ou composições de looks cotidianos, é essencial para atrair nossa atenção ou para transmitir um determinado sentido ou significado.

Há muito tempo, artistas, designers, fotógrafos e estilistas, concentram-se, ao trabalharem em suas obras, na harmonização das cores, respeitando, sobretudo, a teoria das cores e conceitos de tonalidade, luminosidade e saturação.

Um grande artifício para esse estudo é o Círculo Cromático, que contribui para a harmonização das cores e suas respectivas combinações.

 

 

ccomp

Através deste interessante método, é possível trabalhar com diferentes cores, sem deixar, portanto, de atrair os olhares do observador. Um bom exemplo desse estudo de cores está na obra de Tarsila do Amaral, artista do Modernismo brasileiro que mesclou em suas obras toda a atmosfera do país tropical com conceitos cubistas europeus.

“Sol Poente” Tarsila do Amaral

É possível observar, nos traços de Tarsila, o encontro de cores complementares, transmitindo, sobretudo, uma estética bem definida e cheia de significados e sentidos.

Na moda, tal estudo não é incomum. Vemos constantemente, em desfiles e passarelas mundo a fora, composições de looks e de tendências que respeitam a harmonização de cores encontrada no círculo cromático. A nova coleção da Versace para a Riachuelo transmite justamente essas combinações.

Versace para a Riachuelo, 2014

Há muito o que se discutir sobre esse tema tão interessante. Tentaremos levantar mais questões sobre como combinar cores e observá-las sob um ponto de vista mais preciso e crítico.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Add Your Comment